SEDEME | Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia
Início » Noticias » Sedeme participa da assinatura do protocolo de intenções para instalação de fábrica de cimento

O município de São João de Pirabas, na Região de Integração Rio Caeté, futuramente será sede de uma fábrica de cimento, o que vai trazer desenvolvimento econômico e social para região. O anúncio foi feito pelo governador do Estado Helder  Barbalho durante assinatura do protocolo de intenções entre o Governo e a Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), nesta  quinta-feira (29), no Palácio dos Despachos, em Belém. A CSN deve investir mais de R$ 1 bilhão na indústria, que deve gerar cerca de 12.500 novos empregos diretos e indiretos na região.

"Será a maior fábrica paraense de cimento. Serão mais de 12,5 mil empregos na instalação e 2,5 mil empregos quando a fábrica estiver funcionando. Isto vai garantir oferta de produto para o desenvolvimento da construção civil, e claro, para região do salgado, para que possa crescer e se desenvolver. A CSN chega ao Pará e amplia-se um leque de grandes empresas e projetos que fazem com que nosso Estado possa ter desenvolvimento de modo que possamos garantir o seu crescimento", ressaltou o governador Helder Barbalho. 

Foto: Marco Santos/Ag.Pará

 

A escolha de São João de Pirabas para sediar a indústria, deve-se a forte vocação do município para produção de cimento. Quando a fábrica estiver instalada, a CSN acredita que a produção será de dois milhões de toneladas do produto por mês, que deverá  ser exportado para Belém e outros municípios do Estado. A ideia é utilizar o modal hidroviário para escoar a produção, que terá 100% de mão de obra local. 

"Esta fábrica representa apenas o começo dos investimentos que a CSN pretende trazer para o Estado. Futuramente também pretendemos investir na mineração, que é a grande vocação do Pará", ressaltou Marconi Perrilo, consultor da CSN. 

Presente na solenidade, o prefeito de São João de Pirabas, Antônio das Mercês, disse que a instalação da indústria  representará um novo tempo na cidade. 

"Esta assinatura é um marco para o município porque vamos gerar emprego e renda. Temos poucas empresas na região, então,  só para se ter uma ideia, 70% da população depende das vagas na prefeitura, mas a partir da instalação da fábrica teremos novas oportunidades", disse.

Para o presidente do Sindicato da Indústria da Construção do Estado do Pará (Sinduscon-PA), Alex Carvalho, a escolha do  Estado para sediar a fábrica vai movimentar a cadeia produtiva do cimento. 

"Essa fábrica vai trazer uma oferta não só de empregos, mas também para construção civil que enfrenta um momento difícil devido a escassez de produtos em nosso Estado. A fábrica deve triplicar a oferta de cimento no Pará e isso gera uma expectativa muito promissora de desenvolvimento, e geração de emprego e renda, com uma oferta  ampla e barateamento do preço do cimento e na construção civil", observou Carvalho.

O município de São João de Pirabas fica a 192 quilômetros de Belém e possui mais de 23 mil habitantes. As principais  atividades econômicas são a pesca, agricultura e turismo. 

Foto: Marco Santos/Ag.Pará

 

"O governo do Estado receberá com muito entusiasmo a instalação da fábrica, pois ela vai gerar novos tributos, emprego e  renda para o município, que é considerado um dos principais pólos cimenteiros do Estado", destacou Carlos Ledo,  secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia. 

Parceiros

Veja Também

Pautas